domingo, 15 de setembro de 2013

A destruição da família como meio para revolução (Marxismo Cultural Parte II)

A destruição do modelo de família tradicional é o primeiro passo para instalar a desordem social que servirá de base para a revolução. E isso está acontecendo à todo o vapor. Ou ainda: saiba por que "defesa da família" não é somente um "discurso moralista", mas sim faz parte de um raciocínio lógico-elementar.

Marx, no Manifesto Comunista, compreende interações sociais como um computador leria um código binário: algo puramente racional, objetificado. Para este a família é uma instituição que deve ser abolida, pois é baseada somente no capital, no ganho individual. Assim, homens explorariam mulheres, pais explorariam crianças, e todos viveriam em clima de guerra. Tais ideias foram endossadas por Gramsci, que não pestanejou em acrescentar mais bobagem ao caldo, igualmente propondo a destruição da "família burguesa". Para estes esquerdistas não existe amor. Será que nasceram de uma máquina chocadeira?

O escritor Júlio Severo é categórico:

 a família está sendo destruída

 com sucesso pelos comunistas 
Embora "destruição da família" pareça um jargão vazio e caricato, carrega uma imensidão de significados. É no seio da família que somos educados. Nela encontramos abrigo material e psicológico. Cultivamos o amor e a convivência. Nos tornamos dignos, mesmo que esta tenha muitos problemas - e não me engane, eu sei que tem. Sem família, não há ordem social. Sem família, não há estabilidade. E é justamente isso que os comunistas querem acabar. Querem acabar com a ordem social. Querem acabar com o amor cristão, o "ópio do povo".

Além de dominar todos os meios de comunicação - situação esta, que perdura até hoje, a esquerda tem sido, infelizmente, muito eficiente em cooptar grupos naturalmente anticristãos para destruir o modelo de família tradicional, como alerta Padre Paulo Ricardo. Foi assim que militantes gayzistas, feministas e abortistas ganharam espaço no espectro político. Se antes homossexuais eram assassinados por Stalin ou Hitler, hoje são sordidamente usados como manobra política. Se antes mulheres eram maltratadas pelos esquerdistas, hoje têm suas histerias políticas incentivadas pelos vermelhos. Vale tudo para chegar à revolução, não é mesmo?

No livro 1984, de George Orwell, 

o indivíduo é criado pelo estado. A família 

serve apenas para procriação. 
O sensatíssimo escritor Julio Severo discorre em seu blog sobre a alarmante feminilização da família, através do crescimento do número de divórcios, do igualitarismo totalitário, e da ridicularização do homem. Não por acaso, em todo o mundo observam-se inúmeras inversões de valores familiares tradicionais. Em meio à neurose feminista, a figura paterna é minimizada e mulheres tornam-se pedaços de carne na TV. No mais, incentivam-se o assassinato de bebês e o abandono de idosos. Perde-se o sentido do matrimônio. Perde-se o sentido da união. Qual é o próximo passo? Crianças criadas pelo estado, como queria o Sr. Marx?

O que a maioria das pessoas teima em observar é que quanto mais desestabilizada estiver uma sociedade, maiores as chances de uma revolução triunfar. E quanto menos união familiar houver, maiores as chances do papai-estado assumir a educação dos cidadãos, como no livro 1984, de George Orwell. Você trocaria sua mãe por um partido político? Na prática é isso que os comunistas querem. E estão conseguindo.

E é por isso que os comunistas estão mais forte do que nunca. Dominaram os veículos de comunicação, dominaram a literatura, dominaram as escolas, dominaram o estado, e dominaram a vida privada de cada um. E tem gente por aí dizendo que o comunismo acabou...

Na Parte III, que será publicada semana que vem, o Diário de um Ex Comunista irá mostrar por que os mais velhos têm razão ao dizer que "tudo antigamente era melhor". Ainda, por que as reclamações corriqueiras do tipo "onde esse mundo vai parar?" não são tão absurdas assim. Para concluir a série, semana que vem vamos entender a Crise de Valores. Ou, os impactos de quase 100 anos de marxismo cultural no Planeta Terra. Sobrevivam até lá!

Continue lendo: Por que "o mundo está perdido"? (Marxismo Cultural Parte III - Final) 

Fonte:
http://juliosevero.blogspot.com.br/2011/10/feminizacao-da-familia.html



Comentários
30 Comentários

30 comentários :

  1. Como assim a esquerda domina os meios de comunicação ? quer dizer que a Globo esconde uma bandeira vermelha esse tempo todo ? e Marx endeusando o Estado ?. Voltando a questão anterior, vou quebrar minha televisão, nela a propaganda dos partidos de esquerda dura muito pouco, em compensação a do PSDB dura meia hora. Quanto a ponto principal de sua discussão recomendo a leitura de um artigo da Rosa Luxemburgo: O cristianismo primitivo, e a origem da família e da propriedade privada. Caso já tenha estas leituras, peço desculpas pelas indicação, contudo penso que deva elevar o grau de seriedade de seus artigos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tempo de propaganda politica não significa absolutamente nada.a globo simplesmente prega os valores marxistas o tempo todo através de toda sua programação.

      Excluir
    2. Apenas uma palavra pra exemplificar por que a esquerda é aliada com a Globo (apesar de fazer um teatro para vilanizá-la): DESINFORMAÇÃO.

      Excluir
    3. Exatamente. Existe até um termo em russo para isso: Desinformatzia

      Excluir
    4. PSDB dura "meia hora"? E quem disse que PSDB EH de direita?

      Jesus! Quanta burrice!

      Excluir
    5. Wilson o que é direita e esquerda pra você, pobre e rico pra você sem esses conceitos bem definidos é burrice iniciar um debate não acha?

      Excluir
  2. A Globo não é comunista no sentido ortodoxo, mas compactua com a estratégia gramsciana de dominação cultural, através das novelas, das séries, e do incentivo às "milícias do pensamento" (como diz Reinaldo Azevedo), como gayzismo, feminismo, supremacismo racial e misandria. E os outros canais também. É tudo lixo da engenharia social. No caso das revistas, somente a Veja é de direita. Todas as outras são esquerdistas ou progressistas.

    Primeiramente, PSDB não é direita, meu caro. PSDB é social democracia, e social democracia é esquerda. Aliás, não existem partidos de direita no Brasil. Se você conhecer algum, faço questão que cite aqui.

    Hum, e o PT? Quanto tempo fica na TV? Ou você acha que esquerda são só os barbudos radicais do PCO?

    Cristianismo, família e propriedade privada são os pilares morais que sustentam a humanidade. Por favor, leia Russell Kirk e Edmund Burke. Aqui no Brasil poderá encontrar Olavo de Carvalho e Luiz Felipe Pondé, filósofos de fácil compreensão, e com vasto material pela internet.

    Por último, peço desculpas se o "o grau de seriedade" dos artigos não lhe agradou. Você tem todo o direito de não lê-los.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite! muito obrigado,pela sua definição da Sigla PSDB, porém já a conhecia, assim como conheço o conceito de social democracia, que por sinal essa sigla se afasta muito do mesmo. Quando o inclui o PSDB como partido de direita não me detive ao significado da sigla, que por sinal e de menor importância, mas sim as suas ações que estão voltadas para as elites dominantes nacionais e favorecimento da capital internacional. Do mesmo modo que, assim como todos os pensadores respeitáveis da esquerda brasileira, não enquadro o PT como partido de esquerda, visto que, apesar de suas ações voltadas para um assistencialismo, o mesmo atende fielmente os interesses do capital internacional, sobretudo, do capital financeiro, prova disso é que os 5 maiores bancos do país faturaram como nunca haviam fatura na história desse país. Mas se diante disso você continua classificando o PT como partido de esquerda, estamos esclarecidos quanto as nossas posições. Quanto seu comentário sobre a globo, concordo quando você usa o conceito gramsciano de dominação cultural, e de fato também acho que é isso que a globo faz, contudo não em favor de um ideário de esquerda, a julgar como a mesma tratou inicialmente as manifestações de Julho. Quanto as suas indicações, tenho a leitura de alguns, mesmo as de difícil compreensão, caso do Russel, porém mantenho meu posicionamento. Por último quanto me refiro a seriedade de seus artigos, me desculpo, agi no calor do momento, pois estava indignado, devido ao fato de você pedir que comente civilizadamente, mas vi que tens um artigo intitulado não seja um comunista imbecil, termo que julgo ofensivo. No mais obrigado por ter respondido meu comentário. Boa noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcos Henrique,

      O PT tem tudo para ser um partido de esquerda: participa do Foro de São Paulo, inchou o estado brasileiro a níveis nunca antes vistos, ampliou o paternalismo, estendeu o poder do estado ao controle dos meios de comunicação, participou de esquemas de corrupção para a manutenção perpétua do poder, além de ser a favor de causas progressistas como aborto, feminismo e casamento gay (não é intenção discuti-las aqui).

      O PT não apóia a livre iniciativa e o livre mercado. O PT não apóia as liberdades individuais. O PT sufoca o empresariado com impostos abusivos. O PT não defende a família e a propriedade privada.O PT está muito longe do liberalismo e do conservadorismo. Está mais próximo de um cenário de centro-esquerda.

      Ainda era de esquerda quando o Lula ganhou as eleições. Lembro que houve um grande descontentamento: acreditava-se que ele ia implantar a revolução por aqui, mas ao invés disso, aliou-se ao capital estrangeiro. Isto é um mal necessário. Lênin fez isso. Deng Xiaoping fez isso. Fidel Castro fez isso. Existe capitalismo - em maior ou menor intensidade, em todos os países, inclusive nos comunistas. Maior ou menor proximidade ao capital hegemônico, por si só, não é um indicativo de orientação política.

      Obrigado e boa noite.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Desculpe-me a intromissão sobre o assunto tratado com o Marcos Henrique. Mas na verdade o comunismo é apenas uma ferramenta das elites global, os banqueiros judeus. Esses também são os donos de todos os veículos midiáticos, Hollywood, indústria da música. Essas mesmas elites controlam a ciência e os políticos. Todo esse controle vem sendo feito desde o século XVIII, pois isso seus tentáculos serem tão amplos. O interesse é a unificação de todos os governos em um só. Desse modo nada melhor que os ideais comunista fazer todo o trabalho sujo, encorporando como metodologia o marxismo cultural, elaborada pela Escola de Frankfurt.
      Não se faz revolução sem dinheiro, por isso todas as revoluções,inclusive a francesa, foi financiadas pelos detentores do poder e do capital. Parece ser algo sem nexo e contraditório, mas é isso que acontece. A globo assim como todos os meios midiáticos do mundo tem uma agenda única. E isso não quer dizer que se o mundo adotar um sistema socialista, as grandes elites irão perder seu poder e fortuna. Apenas vão concentrar mais e mais o poder e o capital nas mão de poucos, muito poucos.
      O que as grandes elites fazem nesse momento é aniquilar toda e qualquer ameaça, no que diz respeito a tomada de poder e controle fururo. Elimina a ideia de família, porque uma estrutura familiar forte pode no futuro se transformar numa grande ameaça. Observe que o monopólio das grandes oligarquias só tem aumentado. Estão demarcando território e diminuindo os machos alfas do mundo. Ou seja conquista de territórios e manutenção dos mesmos, através do controle político e econômico. As estratégias usadas são: Dividir para conquistar, dialética hegeliana, desconstrução dos valores, engenharia social através de revisionamento da cultura, das leis, dos conceitos éticos e morais.
      Então quem tem mais interesse no caos social são justamente os capitalistas. E os comunista e socialistas, os verdadeiros idiotas úteis, serão suprimidos assim que houver um único governo; um estado totalitário constituídos apenas e unicamente das mesmas famílias de sempre, incluindo a do Roberto Marinho. Afinal cada país deverá ter suas elites regionais os quais só deverá obediência a família mór, os Rothschilds.

      Excluir
  4. Concordo. Parece-me estúpido que Marx diga que a Família só acontece por motivos económicos. Então e Amor não existe? Uma mãe não vai ter filhos só porque os filhos quando trabalharem lhe vão dar dinheiro. É porque os ama. Grandes falhas na teoria de Marx: Psicologia humana. Valores como Amor, Patriotismo, Coragem, Medo, Altruísmo, Religião, não existem na teoria de Marx. O ser humano não é assim tão interesseiro no ponto de resumir tudo a dinheiro. E o próprio Marx era um sacana que engravidou a empregada e fez com que Engels assumisse um filho que não era dele, para a mulher não saber. Mas a questão é, com o Programa PRISM, e as revelações de Eduard Snowden quem será que caminha mais depressa para um mundo como no livro 1984? Eu acho que são os EUA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devido à políticas desastrosas do Obama, os EUA pouco a pouco estão deixando de ser uma nação livre, mas ainda assim, segundo o ranking da Heritage, é a décima segunda mais livre do mundo. (ver em http://www.heritage.org/index/ranking).

      Em 1984 Orwell retrata um país TOTALMENTE governado pelo estado. Não há privacidade e nem liberdade de expressão. Mesmo o livro sendo de 1948, Orwell conseguiu prever assustadoramente bem o que seria a União Soviética nas décadas do pós-guerra. E isso é um excelente retrato do comunismo.

      Embora o PRISM e o Patriot Act sejam questionáveis, os EUA ainda estão muito longe do que seria 1984. Segundo Olavo, o que impera lá - e por aqui também, é um socialismo fabiano. Uma espécie de "socialismo light".

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Obama e Hilary Clinton são seguidores das idéias de Saul Alinsky. Um ser abjeto assim como todos os comunistas. A tese de mestrado de Hilary por sinal foi sobre Saul Alinsky. Esse pregava as idéias de Gramsci. Dizia que é inútil fazer revolução sem ter poder político. Por isso ensinavam seus discípulos a serem plolitixos, artistas, escritores, formadores de opiniões e só assim poderiam ruir o capitalismo por dentro. E suas idéias vem se mostrando altamente eficientes, não é atoa que a esquerda ocupa osbmaisr altos cargos em todas as esferas políticas, economicas e culturais não só nos Estados Unidos como mundo.

      OBS; não conhecia seu blog, nas gostei muito das suas colocações. Consiso, coerente e inteligente. Peço desculpa se foi prolixo. Mas espero ter contribuído de alguma forma com o debate.

      Excluir
  5. Não entendo quando ele diz "mulheres têm suas Histerias", ele coloca todas as mulheres em um mesmo patamar, será que têm ódio de mulheres, não vive com uma, não nasceu de uma? Estranha essa polarização de separar homens e mulheres como antagônicos, como inimigos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu juro que não responderia esquerdistas mal educados nesse blog mas vamos lá!

      1 - PARE de PICOTAR ideias do texto. A frase completa é "Se antes mulheres eram maltratadas pelos esquerdistas, hoje têm suas histerias políticas incentivadas pelos vermelhos". Histerias POLÍTICAS. Não tô falando de TPM, cu doce ou biquinho, aqui não é Super Pop! Estou falando de FEMINISMO CONTEMPORÂNEO, que é uma ideologia vazia e sem propósito.

      2 - "coloca mulheres em um mesmo patamar". Ah é!? ME DIZ ONDE que eu falei que Madre Teresa de Calcutá é igual Valesca Popozuda!?

      3 - "será que têm ódio de mulheres, não vive com uma, não nasceu de uma?" Seu ANIMALZINHO, quem te deu liberdade pra falar assim comigo? Parece aqueles papagaios da USP: Fascista! Reaça! Fascista! Reaça! Fascista!

      4 - "essa polarização de separar homens e mulheres como antagônicos, como inimigos". Essa "polarização" é JUSTAMENTE coisa da ESQUERDA. Marx e Gramsci que o digam né!

      Vá esquerdar em outro lugar!

      Excluir
  6. Discordo quando ele diz "as mulheres", esse tipo de generalização precisa acabar, assim como quando dizem "os homens" são agressores, são violentos, perpassa a ideia de homens como grupo, trazem em si esse estigma de violência, covardia. Melhor seria se dissessem feministas radicais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também discordo dessa generalização. Mas em alguns momentos refiro-me a ideologia marxista, aí é necessário deixar o termo "mulheres", pois Marx considera que as MULHERES são exploradas pelos homens. O feminismo seria uma reação a essa ideia central.

      Vou tentar desconstruir essa generalização em outros textos. Obrigado pela dica.

      Excluir
  7. PARASITAS NÃO GOSTAM DE REGIME MILITAR!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nicolae, escrevi sobre o governo militar aqui:

      http://diariodeumexcomunista.blogspot.com.br/2014/04/6-fatos-importantes-sobre-o-governo.html

      Excluir
  8. Engraçado! Os direitos dos homossexuais avançam a passos largos somente em países capitalistas: Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia, Países da União Europeia, etc. Sei que a esquerda usa os gays como massa de manobra em nosso medíocre país, assim como o faz com vários segmentos sociais. Mas cabe ressaltar que os países comunistas são bem mais conservadores nessa temática que os capitalistas. Como exemplo posso citar a Rússia e a China, que consideram a homossexualidade um vício capitalista.

    E antes de me acusarem de esquerdista, vou lago avisando que sou libertário laico. E adoro o liberalismo econômico, sonho em conhecer as boates gays fantásticas dos países de primeiro mundo, amo a América e odeio Cuba, que aliás persegue e muito os gays.

    OBS: Qualquer gay com juízo é anti-esquerda, ou pelo menos é de centro, pois a esquerda apoia a expansão islâmica, que é a maior ameaça à civilização moderna, um perigo iminente a gays, cristãos, ateus, etc.

    Acreditem, existem direitistas progressistas.

    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você tivesse lido Cadernos do Cárcere pelo menos até o volume 10 saberia que essas políticas politicamente corretas e progressistas ocorreriam quase que apenas e exclusivamente em países livres e capitalistas de mercado.

      Rússia, China, Cuba e Leste Europeu já estão dominados por comunistas, eles não precisam forçar essas políticas gramscianas em uma sociedade dominada por eles.

      Se tivesse lido Cadernos do Cárcere saberia que a "Destruição do Capitalismo" seria a ÚLTIMA etapa da Revolução Cultural.

      Tu é um analfabeto funcional, vá estudar.

      Excluir
  9. Outra coisa. Existe a direita voltada mais para a economia, que não interfere nos direitos individuais, a não ser quando a liberdade de uns prejudica a de outros.

    E quanto a questão do feminismo, acho sim, que as mulheres estão sendo usadas como massa de manobra pela esquerda, mas, eu acredito que a toda ação há uma reação, essa última não precisa propriamente ser de esquerda, e sim uma luta por dignidade. Há uns anos atrás, assisti um filme baseado em fatos reais, cujo nome não me recordo, que conta o drama de mulheres americanas dos anos 80, que queriam trabalhar em profissões que na época eram tidas como masculinas. Elas sofreram toda sorte de humilhações e, inclusive, agressões. Se não fosse a coragem delas em se imporem, hoje a utilização da mão de obra feminina nessas funções não seria considerada normal. Como exemplo posso citar as forças armadas americanas: primeiro só aceitava homens, depois permitiram a entrada de mulheres e, por último, a de gays. Israel é um exemplo excelente também, pois já aceitam gays antes sequer dos EUA.

    O que quero dizer é o seguinte: a direita só sobreviverá caso seu foco primordial for a economia e direitos iguais para todos, sem privilegiar nenhuma minoria ou maioria. E é essa direita, ou centro, chame como quiser, que está em ascensão no primeiro mundo.

    Espero que tenha sido claro. Direita religiosa é diferente da direita que dá direito e voz a todos, inclusive a religiosos.

    Att,

    Ádilon (Gay, capitalista com muito orgulho)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você tivesse lido Cadernos do Cárcere pelo menos até o volume 10 saberia que essas políticas politicamente corretas e progressistas ocorreriam quase que apenas e exclusivamente em países livres e capitalistas de mercado.

      Rússia, China, Cuba e Leste Europeu já estão dominados por comunistas, eles não precisam forçar essas políticas gramscianas em uma sociedade dominada por eles.

      Se tivesse lido Cadernos do Cárcere saberia que a "Destruição do Capitalismo" seria a ÚLTIMA etapa da Revolução Cultural.

      Tu é um analfabeto funcional, vá estudar.

      Excluir
  10. Como anda tosca essa polarização partidária ultimamente....
    É esquerda, esquerdopatia, mortadela, coxinha, extrema direita....q nojo.
    QUANDO É q vão racionalizar q a dupla desastrosa Luladilma NUNCA foram comunistas? O que fizeram p esse título? Bolsa mortadela? Patético
    Enem?
    96% dos contemplados das bolsas são classe média a alta, logo podem pagar p tal.
    O PT simplesmente foi articulador ao robotizar o povo cedendo bolsas esmolas fingindo estar do lado pobre enquanto lucrava vergonhosamente em meio a elite com contratos ilícitos, corruptos. Outra maneira, jamais q porcaria alguma de comunismo seria implantada no Brasil, não com os EUA como parceiros principais e pq qual o idiota aceitaria o comunismo hoje? Essa história de q os LGBTS são o esquerdismo é boçal já q apesar do q deixou o manifesto, os governos comunistas NUNCA apoiaram o homossexualismo, ao contrário, foram arbitrários ao extremo.
    Acorrrrrdemmmmmmm
    Esse papo exaustivo de esquerdismo p lá e pra cá está ocultando outras faces, tão obscura qt o comunismo..o capitalismo selvagem ou o militarismo!!!
    Reparem bem, o q andou fazendo Temer ultimamente? Retroagiu direitos trabalhistas, tentou amenizar o combate a escravidão e vai tentar a reforma da previdência....o que isso mostra? Um claro apoio ao capitalismo desenfreado e escravocrata onde o trabalhador menor acabará vivendo num Brasil a moldes filipinos e chinês onde o trabalhador menor é asno de carga, quase escravo. Quem puder rebater esse raciocínio a respeito das iniciativas de Temer pode tentar aqui.
    Os militares
    Ultimamente anda se aproveitando em demasia da falta de noção dos GLBTS onde andam tentando influenciar filhos de héteros em todos os setores, mas no que isso pode ser considerado marxismo real? Pq iriam adotar um modelo de idealogia q se provou despreza los? Não parece óbvio q lutam por um modelo dominador de fato, mas não comunista e sim gayzista puramente?
    Agora a pergunta:
    Quem anda crescendo com a suposta tese de combate a tudo isso? Não é o novo pro militar? Não são os ansiosos pela volta da vergonhosa ditadura corrupta e oculta? Não são aqueles q no momento tem preocupações combos andamentos dos julgamentos dos atos criminosos e arbitrários da era militar?
    Me pergunto pq realmente o movimento libertino gay estaria adotando essas estúpidas artes q afrontam a família enos héteros abertamente por envolverem seus filhos. Não será tudo isso uma engrenagem montada p culpar a esquerda, injetar medo do comunismo pelo Brasil ser cristão e família em sua maioria e com isso favorecer a entrada do capitalismo selvagem de extrema direita ou do movimento intervencionista militar?
    De maneira alguma protejo o PT, aliás desejo vê-los aos esqueletos nas cadeias juntos ao PSDB, PMDB, SENADO, SUPREMO, e outros mais, mas NÃO SEREI IDIOTA de ser levado por essa polarização ridícula, massiva, que demonstra esconder segundas e terceiras intenções.

    ResponderExcluir

Não seja um esquerdista chato, comente civilizadamente!

Mais dúvidas? Pergunte-me em: http://ask.fm/diariodeumexcomunista